Na Boca do Povo


Disponível no:

Produção: Olivia Buarque

Roteiro: Adriana Borges
Paula Gago

Edição: Adriana Borges

Trilha Sonora Original: João Pellegrino

Empresa(s) produtora(s): Giros Produção

Figurino: Carol Ares

Assistente de Câmera: Fernando Solidade
Ivanildo Jorge

Pesquisa de Imagens: Remier Lion

Assistente de edição: Guaracy Carioca

Finalização: Ilha Braw

Videografismo: Valerycka Rizzo

Pesquisa: Paula Gago

Direção de Fotografia: Beto Campos
Thiago Lima

Entrevistados: Dom e Ravel
Fernando Mendes
Juca Chaves
Luiz Ayrão
Odair José
Paulo Cesar de Araújo
Ricardo Cravo Albin

Produção de Finalização: Lucas Barrionovo

Assistente de som: Fernando Solidade
Ivanildo Jorge

Coordenação de Produção: Cláudia Lima

Conteúdo: Bianca Lenti
Juliana de Oliveira

Argumento: Marcus Fernando

Este episódio dedicado aos cantores populares traz novos depoimentos e desdobramentos da manifestação brega durante o regime militar. Paulo Cesar Araújo, Juca Chaves, Odair José, Fernando Mendes e Luiz Ayrão contextualizam as produções e os discursos vigentes no período. Paulo Cesar Araújo fala sobre como a homenagem de Benito di Paula a Geraldo Vandré na faixa “Tributo a um rei esquecido” conseguiu driblar os radares da censura e ir a público. O escritor também relembra a dupla “Dom & Ravel”, que ganhou fama de nacionalista pela marcha “Eu te amo meu Brasil”. Paulo Cesar relativiza a fama de ufanista de Dom e Ravel, que também tiveram músicas censuradas, sendo também intimados a depor pela Polícia Federal. O episódio traz ainda o relato de Juca Chaves, compositor, músico e humorista, que tirou o bom humor do governo antes mesmo do regime militar ser instaurado, ao satirizar os presidentes Juscelino Kubitschek e João Goulart. O cantor comenta as irreverentes criações durante a ditadura e conta que teve mais de 80 processos de censura. Os números musicais relembram as músicas “Presidente Bossa Nova” e “Divórcio”.
Envie o seu comentário
Faça login ou se cadastre para comentar a obra.
Carregar mais comentários
Envie o seu comentário
Após aprovação, seu comentário será publicado e enviado para o diretor do filme. | Normas para publicação

Aplicabilidades Pedagógicas



Etapa/Nível de Ensino: Ensino Médio

Área de Ensino: Ciências Humanas, Linguagens

Componente Curricular/Disciplina: Arte, História, Língua Portuguesa, Sociologia


Planos de Aula (1)

Relatos de Professores



Utilizou este filme em suas aulas? Relate sua experiência!


Relatos de Professores (0)

Testes de Conhecimentos


Você é Educador? Crie o primeiro teste de conhecimentos para este filme! Criar Teste

26 min
2015
Brasil
LIVRE

Séries: Cale-se | 8 Episódios de 26 Minutos

Diretor: Marcus Fernando

Sinopse: Este episódio dedicado aos cantores populares traz novos depoimentos e desdobramentos da manifestação brega durante o regime militar. Paulo Cesar Araújo, Juca Chaves, Odair José, Fernando Mendes e Luiz Ayrão contextualizam as produções e os discursos vigentes no período. Paulo Cesar Araújo fala sobre como a homenagem de Benito di Paula a Geraldo Vandré na faixa “Tributo a um rei esquecido” conseguiu driblar os radares da censura e ir a público. O escritor também relembra a dupla “Dom & Ravel”, que ganhou fama de nacionalista pela marcha “Eu te amo meu Brasil”. Paulo Cesar relativiza a fama de ufanista de Dom e Ravel, que também tiveram músicas censuradas, sendo também intimados a depor pela Polícia Federal. O episódio traz ainda o relato de Juca Chaves, compositor, músico e humorista, que tirou o bom humor do governo antes mesmo do regime militar ser instaurado, ao satirizar os presidentes Juscelino Kubitschek e João Goulart. O cantor comenta as irreverentes criações durante a ditadura e conta que teve mais de 80 processos de censura. Os números musicais relembram as músicas “Presidente Bossa Nova” e “Divórcio”.

Alugue